Fábula: A raposa e o corvo


A RAPOSA E O CORVO

Os corvos sempre tiveram fama de serem péssimos cantores. Ninguém gosta de ouví-los.
Certo dia, a raposa estava passando embaixo de uma árvore  quando viu lá em cima um corvo empoleirado num galho.  Tinha na boca um grande pedaço de queijo. Logo a esperta raposa teve uma ideia para tomar-lhe o petisco:

– Amigo corvo, sabe que não existe nenhuma outra ave que cante melhor que você? Elas não pedem para você catar por inveja.

O corvo ficou orgulhoso com o elogio. Finalmente alguém reconhecia seu talento de cantor.

E continuou a raposa:
– Será que daria para você deliciar-me com uma de suas melodias?
Orgulhoso e de peito estufado, o corvo abriu o bico e se pôs a cantar. Nem percebeu que derrubou o queijo perto da raposa que o pegou e saiu correndo para saboreá-lo.

Moral da história: Não se deve acreditar em elogio de inimigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s