Pessoa de Sucesso: Eduardo Lyra


Eduardo Lyra tem 25 anos. Estudou jornalismo e descobriu que pode mudar o mundo escrevendo histórias inspiradoras. Ainda na faculdade, foi considerado repórter revelação pelo Instituto Itaú Cultural. Esteve por duas semanas entre os mais vistos do Youtube, alcançando mais de 1 milhão de visualizações.

Também faz parte do Global Shapers, desdobramento do Fórum Econômico Mundial que seleciona jovens líderes excepcionais, com menos de 30 anos, que possuem potencial para mudar o mundo.

Fundou o projeto Gerando Falcões, onde atua nas escolas públicas do País, provando ao jovem pobre que todos, independente de condição social, histórico familiar, podem ser falcões. Com suas palestras, também tem levado criatividade e paixão às empresas brasileiras.

Saiba mais: http://www.jovensfalcoes.com.br

livro_reflexo

O livro Jovens Falcões foi escrito para inspirar e provar que todo mundo pode. Com 14 histórias reais de jovens brasileiros que do nada chegaram a tudo, o autor Eduardo Lyra comprova por A mais B o grande potencial criativo da juventude de nosso País. Na obra está registrada a história, opinião e visão transformadora de brasileiros ousados, que com pouca idade, realizam sonhos, que parecem impossíveis e mudam o mundo para melhor.Marcelo Tas

Prefácio por Marcelo Tas

Quando criança, tinha vergonha de ser bom aluno. Cada nota 10 que eu tirava me enchia de constrangimento. Este drama às avessas talvez explique o por que de eu ter ido parar na turma do fundão, aquele bando de bagunceiros que senta lá atrás na sala de aula.

As minhas notas continuaram altas. Mas a carga “negativa” que elas provocavam na minha alma passou a ser neutralizada pelo simples fato de eu ter sido admitido como membro do fundão. Andar com os caras que tinham coragem de levar “a vida a mil”- como se dizia na época – me salvou de ser apenas um nerd besta e tímido.

Não éramos delinquentes ou uma gangue de rua, evidentemente, mas agíamos como se assim fosse. Falo de uma infância vivida em Ituverava, pequena cidade do interior de São Paulo, lá no século passado. Naquele ambiente docemente caipira e pacato, a minha turma era um ruído na paisagem e, para meus anseios, uma luz no fim do túnel. O pessoal tinha uma “atitude” – para usar uma palavra também de época – de quem era dono de sua própria vida e, mais importante, do seu próprio sonho.

A história do fundão apareceu na minha mente enquanto avançava pelas páginas do livro que você tem em mãos. “Jovens Falcões”, como o nome sugere, são histórias de figuras que resolveram voar de forma especial. É gente fora da curva. A razão que move cada um, inclusive e especialmente o autor que foi cutucar os falcões, é justamente a vontade de ser quem ele é de verdade. E, principalmente, a vontade de poder ser quem eles sonham ser em suas ilimitadas criatividades.

Nunca soube, e até hoje não sei direito, quem eu sou. Mas descobri há algum tempo que sou movido pela pessoa que eu quero ser. Foi essa faísca de inquietação que me fez, aos 15 anos, sair de casa, estudar como um louco e aprender novas habilidades para conseguir entrar na EPCAR, a escola que prepara jovens para serem pilotos de caça da Força Aérea Brasileira. Tempos depois, foi o mesmo desejo de ir atrás de quem eu quero ser que me fez deixar a Aeronáutica e ir atrás de grupos de teatro em São Paulo. Enquanto peregrinava por cursos de dança, aulas de canto e expressão corporal… Cursava duas faculdades aparentemente incompatíveis: a POLI – Escola Politécnica de Engenharia e a ECA – Escola de Comunicações e Artes, na USP.

Neste zigue-zague entre mega nerds que sabem muito de tecnologia e malucos que fazem teatro e jornalismo, descobri a minha vocação profissional. A ficha caiu diante de um equipamento revolucionário que aterrissava no Brasil no início da década de 80: a câmera de vídeo. Eu sei que hoje não faz sentido algum dar valor especial para uma câmera de vídeo. Elas estão em todo lugar, até dentro de telefone celular. Mas naquela época, ninguém, fora as emissoras de TV, tinha tal equipamento.

Encontrei uma nova turma. Eles tinham o meu mix predileto – fundão na atitude e amor pelo conhecimento. Estavam, como eu, apaixonados pela descoberta da linguagem oferecida pelas câmeras de vídeo. Fundamos uma produtora de vídeo com um objetivo nada modesto: revolucionar a linguagem da TV do terceiro milênio. Assim, depois de sair de Ituverava, passar pela Aeronáutica, Engenharia, dança, teatro…me encontrei, e me atirei, no mundo da televisão e da Comunicação.

Só recentemente, com mais de 50 anos de vida, e quase 30 de profissão, descobri importância do fundão na minha vida escolar, emocional e profissional. A chave da descoberta está em duas palavras que são o eixo das histórias deste livro: sonho e coragem. Creio que cada um de nós, falcões que se arriscam em voos fora da curva, pode se candidatar a ser uma prova viva do ditado: Deus escreve certo por linhas tortas. As linhas são tortas não por deficiência motora do Criador. Mas porque as palavras “sonho” e “coragem” deixam o mundo não linear. Deixam o mundo mais legal, mais veloz e multidimensional. Aprenda a voar com os falcões. Boa leitura.

Marcelo Tas é jornalista e âncora do programa “CQC” da Tv Bandeirantes.

Gerando Falcões

Além de escritor, Eduardo Lyra tem dedicado boa parte do seu tempo a gerar novos falcões pelo País, através do projeto Gerando Falcões, onde viaja o território brasileiro escola a escola, ministrando palestras e provando ao jovem brasileiro que ele pode ser seguramente tão grande quanto quiser.

Semanalmente, ao menos três escolas têm sido alcançadas. Somente em 2012, estima-se que cerca de 30 mil estudantes foram encorajados pelo projeto, que trabalha com valores de transformação e resgate da autoestima do jovem.

Alcance:
# 30 mil jovens atingidos em 2012
# 3 escolas públicas semanalmente
Foco:
# Resgatar a autoestima do jovem
# Provar que todo mundo pode
Objetivo:
# Fortacelar a presença do jovem como agente de transformação da sociedade
# Levantar um exército de jovens determinados a melhorar o Brasil

Palestras nas escolas

Vídeo Geração de Valor #10 – Gerando Falcões

Eduardo Lyra – Não Importa de onde você vem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s