As entrelinhas das conexões nas redes sociais


As entrelinhas das conexões nas redes sociais

Ei! Você mesmo! Quem é você nas redes sociais? O seu comportamento no dia a dia é diferente no mundo virtual? O seu perfil pode ser atraente aos olhos de um caça talentos de uma multinacional ou você corre o risco de ser considerado o “sem noção” para o mundo corporativo? Tudo bem! Talvez essas perguntas sejam complexas demais para você responder rapidamente. Mas, fique tranquilo. Essa dificuldade não é exclusividade sua.

O mundo está ligado pelas redes sociais – uma teia de conexões que espalham informações e dão voz às pessoas. Segundo a Academia Americana de Pediatria, grande parte do desenvolvimento social e emocional da chamada geração Y de todas as tribos, condições sociais, raça e credo decorre do uso da internet. As redes sociais têm interferindo nas decisões em todos os níveis e impactado o modo como as pessoas se relacionam. Diante disso se faz urgente ampliar o posicionamento responsável para lidar com essa ferramenta!

Muita gente, principalmente os jovens, se perde no que de fato cada rede social representa e muitas vezes, na busca pela aceitação ou até por carência, buscam a atenção dos outros de forma imatura, geralmente com ofensas e indiretas – campeã de postagens no Facebook. Para algumas pessoas, por rebeldia, maldade, baixa autoestima ou imaturidade, o uso das redes sociais acaba sendo um desastre. Uma visão madura e consciente do que é relevante ou não para ser postado nas redes sociais ainda é a grande carência dos diversos públicos que utilizam esse meio de comunicação. No ano passado, por exemplo, um brasileiro teve a sua entrada negada na Austrália e foi deportado para o Brasil depois que as autoridades da imigração local analisaram sua conta no Twitter. Se você pensa em fazer algum intercâmbio, fique atento a esse detalhe!

As redes sociais têm mudado relacionamentos, carreiras, estilo de vida! Elas direcionaram mundo para um novo nível de inovação e formas criativas de lidar com antigos padrões. Hoje pode ser utilizada como fonte alternativa para a contratação de colaboradores em grandes organizações. Apesar dessa abrangência de possibilidades muita gente ainda não enxerga as redes como um canal que pode promover ou trazer prejuízos para vida pessoal, social e profissional.

Há muita confusão sobre o que é certo ou errado e, entre pensar para publicar ou arriscar, tem prevalecido a última opção. Cá entre nós! Se o seu Facebook ou Twitter fossem submetidos a análise de um profissional de RH neste momento, você seria avaliado positiva ou negativamente? Se os seus pais tiverem acesso às informações que você tem postado, eles ficariam tranquilos ou passariam a ter noites de insônia por causa do seu comportamento nas redes? Opa! As suas respostas revelam muito! Você pode expressar o que tem vontade, mas cuide da sua imagem para garantir um bom futuro pessoal e profissional.

Por Leila Navarro, palestrante.

“Leila Navarro é autora de vários livros e uma das palestrantes mais requisitadas do Brasil, ministrando palestrasem todo o Brasil e na Europa.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s