O PODER DA INDICAÇÃO!


Por William Caldas

Acredito muito no poder da indicação. Quanto mais trabalhamos com qualidade, surpreendemos nossos clientes e inovamos no que entregamos, maior é a chance desses clientes indicarem outros clientes para nós.  Outro dia mensurei quantas palestras fazemos por ano, fruto das indicações dos contratantes. Quase 40% de tudo que vendemos ao longo do ano, são oportunidades de negócios que apareceram por indicações .  Ter clientes indicando seu trabalho para outros clientes é resultado de uma série de ações que você, como vendedor, deve prestar a atenção ao longo do ano. Independentemente do número de ações que você faça, uma delas acredito seja a de maior importância. Sabe quando você resolve comprar algum produto ou contratar algum serviço e ao final você tem a percepção de que levou muito mais do que contratou ou comprou? Dois exemplos para isso.  Eu vou ao petshop mais perto da minha casa para comprar um saco de ração para a Frida, uma yorkshire. Alguns dias depois estou viajando pelo Brasil para palestrar e recebo uma ligação no celular de uma moça que diz o seguinte: “Sr. William, bom dia! Aqui é a fulana do petshop onde o senhor comprou a ração da Frida.

Segundo nossos cálculos e baseado no que orientamos o senhor da quantidade de ração que a Frida comerá, a ração dela está prestes a acabar essa semana. O senhor quer que mandemos um saco de ração para sua casa?” Imagine que os R$ 40,00 do saco de ração foram percebidos como nada, perto do serviço que eles prestaram ao me lembrar que a ração está quase acabando. Outro exemplo foi de um pacote que comprei para ir à Nova Iorque para uma feira de negócios de varejo. Esses dias eu estava tirando uma dúvida com o agente que me vendeu e eu disse: “Fulano, essa questão é importante pois quando eu estiver lá, não posso correr o risco disso não ser resolvido, estarei do outro lado do mundo”. Ele ouviu e me disse: “Sr. William, fique tranquilo, eu estarei lá em NY também, havendo qualquer problema o senhor poderá falar diretamente comigo.” Perceba que uma resposta como essa gera no cliente uma segurança enorme. Em resumo, quando um amigo me pedir sugestão de um petshop ou de uma agência de turismo, adivinha quem vou indicar? Torno-me então vendedor de turismo e de petshop sem a menor sombra de dúvidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s