5 Dicas de como enfrentar a crise


por Ricardo Veríssimo

Tenho recebido centenas de mensagens via whatsapp, dentre muitas perguntas sobre empreendedorismo, mais da metade tem haver com como enfrento a crise econômica do país. De cara quero dizer que o momento ideal para se preparar para uma crise é antes de ela acontecer. Saiba o meu jeito de enfrentar a crise…

A pergunta principal é: Eu senti a crise? Sim, eu senti a crise econômica, principalmente no que tange a agenda de palestras. Sou muito sincero em minhas palestras, fujo do estereótipo de fingir que nada está acontecendo, de vender a imagem de que tudo está bem, quando não está. Isso não é ser positivo e muito menos ser motivado, isso é ser cego e falso para a realidade.

Sim existem setores da economia que não sentiram a crise, existem setores em que a economia cresceu. Claro que existem. Mas 12 milhões de desempregados, recessão, falta de dinheiro circulando são uma realidade para a maioria das empresas. Os eventos diminuíram consideravelmente, as vendas de livros impressos (de onde recebo direitos autorais da editora que comprou os direitos autorais dos meus livros), caíram 1/3 em comparação ao ano de 2015.

Bom, mais como eu ando enfrentando uma queda considerável na agenda nacional de eventos, com a queda de vendas de meus livros impressos? Com o aumento das vendas de livros digitais, com uma boa agenda de eventos regionais e in company, com manutenção de faturamento da empresa, com outros negócios. Sim, essa é a primeira dica:

 

Tenha várias fontes de renda – Quando você diversifica, fica preparado para as constantes mudanças da economia e do mercado, um negócio ajuda o outro, no geral você acaba mantendo o rendimento ou tendo pouca queda. Se você só tem um cesto e todos os ovos estão nele, quando o cesto caí ou some, a coisa complica. Então tenha vários negócios, produtos e fontes de renda. Eu por exemplo, sou professor, escritor, palestrante, radialista e empresário. E tenho vontade de entrar em novos ramos.

Em 2013 quando eu fiz centenas de palestras em eventos estudantis pelo Brasil, em um semestre, eu já sabia que nos próximos dois anos eu não teria tantos eventos nesse segmento. As empresas de eventos não costumam repetir palestrantes nos anos subsequentes. Sendo assim já comecei naquela época a abrir mais o mercado empresarial. Naquela época eu fazia 90% dos eventos para estudantes, após pensar em longo prazo mudei a estratégia e hoje 90% dos meus eventos são empresariais.

A hora de se preparar para crise é antes de ela acontecer. Ah tá Ricardo, como saber quando a crise vem. Ela vem, sempre vem, passei por inúmeras, plano Collor, bolha da internet, bolha imobiliária, etc. Sempre haverá crises econômicas ou setoriais. Esteja sempre preparado para uma.

Guarde gordura para o inverno – Sempre digo que devemos seguir o exemplo das formigas que se preparam para o inverno, é até uma recomendação bíblica. Não estou falando de guardar dinheiro, mas sim de guardar conhecimento. Dinheiro acaba, alimento acaba, mas contatos e conhecimento, valem muito mais que dinheiro. Contatos podem até acabar, mas o conhecimento ninguém toma de você. Então faça bons relacionamentos e acumule conhecimentos, na hora da crise eles podem virar produtos e serviços.

Em 2001 fiquei desempregado em pleno dezembro, sem reservas, com um filho a caminho, peguei minha rescisão, estoquei comida, paguei alugueis adiantado e fui fazer um curso de mágica, enquanto procurava emprego. Mágica, Ricardo? É mágica… Eu adoro crianças, e pensei que se na pior das hipóteses, naquela época que eu não era formado, não arrumasse nada na minha área que era administrativa, poderia trabalhar em festas infantis. Não precisei, consegui em 20 dias outro emprego, onde fiquei 7 anos e foi a última empresa que trabalhei, antes de ter a minha própria. O curso de mágica me ajudou em algo, sim, me trouxe um conhecimento que mais tarde usei em treinamentos empresariais com diversão.  E se um dia precisar, tenha certeza que posso trabalhar em festas infantis. Nunca sabemos o dia de amanhã não é?

 

Aumentar o ritmo – A matemática é exata, se diminuí sua quantidade de clientes devido à crise, aumenta seu tempo disponível, deveria ser assim, nem sempre é (risos). Mas o que quero dizer é que você deve aproveitar para aumentar seu ritmo de trabalho, aproveitar para “pensar em negócios”, participar de eventos, rever agenda e rever contatos, criar produtos, criar serviços, inovar. Esse é o momento de saber que em rio que tem corrente, a braçada tem que ter outro ritmo, senão a correnteza te carrega. Se você nadar como nada sem correnteza, o rio vai te carregar.

 

Em 2014 eu mudei de estado, saí do Rio de Janeiro e fui morar em São Luís, a vida muda completamente, você precisa se reinserir no mercado, fazer contatos, em resumo você precisa recomeçar e readaptar. Nesse período tive mais tempo livre. Aproveitei para me prepara para o futuro. Como aumentar o ritmo quando você não tem demanda? No meu caso aproveitei para produzir muito, escrevi um artigo todo dia para o site, escrevi dois e-books gratuitos, um deles em coprodução com a Revista Venda Mais e presença de mais de 12 palestrantes nacionais. Se quiser receber ele de brinde cadastre-se na minha página www.ricardoverissimo.com.br/cadastro

Esse período foi de alta produtividade. O que foi primordial para hoje eu ter as centenas, quase milhares de acessos diários no meu site.

 

Inovar – Na crise é hora de fazer diferente – mas realmente diferente – algo que chame atenção, que atraia clientes. A concorrência é cada dia maior, e a inovação tem sido fator de alta importância para quem se destaca. Como vendo o que outras empresas do setor estão fazendo. Ora, como você vai inovar copiando – ou falando mais bonitinho e politicamente correto – fazendo benchmarking, de empresa do mesmo setor?  Não precisa ser inédito, mas tem que chamar a atenção para ter resultado. Então minha dica é: Copie empresas de outro setor, olhe e veja o que pode ser adaptado para o seu setor.

 

Em 2006 quando legalizei minha empresa a R Verissimo Suporte e Tecnologia Ltda. www.rverissimo.com.br, fui ao mercado buscar algo inovador e adaptei de uma empresa de alimentação parental a estratégia de atendimento presencial de suporte de computadores e rede em até duas horas após abertura de chamado. Minha empresa – no transito caótico do Rio de Janeiro – garantia estar com um técnico no local em no máximo duas horas, após a abertura do chamado. Inédito na época. Hoje copiado por muitos pelo Brasil. Só conseguimos inovar porque fomos buscar ideia de outro setor. No setor só costumamos achar as “mesmices” de sempre.

 

Não economizar – Tá maluco Ricardo? Em crise e você falando em não economizar. Isso mesmo. Essa é a hora de gastar a reserva que você deveria ter feito, e senão tiver, é hora de deixar de gastar com supérfluo e investir em treinamento, educação e publicidade. Como dizia o saudoso Chacrinha: “Quem não se comunica, se trumbica”. Agora é a melhor hora para gastar com publicidade, os preços estão 30% mais baratos por falta de clientes. E não adianta, para aumentar resultado é preciso aparecer. Ah. Ricardo eu não tenho reserva, nem dinheiro. Faça permuta. Eu ofereci muito suporte em troca de outros serviços, dei muita palestra de graça para poder aparecer e fechar outros eventos pagos. Use sua imaginação. Certo é que ficar parado não vai mudar nada. MEXA-SE.

 

Espero que tenha gostado. Críticas, sugestões, reclamações e indicações são sempre bem vindas.

Ah! Compartilhe. Ajude outras pessoas que vocês acreditam que irão se beneficiar com este artigo. Obrigado!

Grande abraço e até o próximo artigo.

 

Ricardo Veríssimo

Palestrante e Escritor

www.ricardoverissimo.com.br

 

Fonte da Pesquisa Harvard Business: http://noticias.universia.com.br/en-portada/noticia/2014/06/10/1098460/refletir-15-minutos-sobre-trabalho-melhora-desempenho-diz-estudo.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s