VENDAS DIRETAS


Por Marcelo Ortega

Em tempos difíceis, muita gente perdeu emprego, teve diminuição de seus ganhos e está à procura de uma renda extra para compensar o imprevisto. Existem ainda muitos jovens adentrando o mercado de trabalho, com o novo perfil desta geração, que é empreendedora por natureza. Estamos na era das Startups, dos empreendedores individuais, das inovação e revolução tecnológica. O entanto, sem saber vender, todos estamos fadados ao fracasso.

O mercado de vendas diretas é uma bela saída para o empreendedorismo. Muitas indústrias de renome internacional, vivem deste modelo de venda No Brasil, temos as maiores do segmento de cosméticos, atuando assim, com revendedores e não com lojas e pontos de venda (PDVs)

Amway, Natura, Avon, Herbalife, Mary Kay, Hinode, Jeunesse entre outras grandes marcas se afirmam na sua capacidade de formar comunidades de consumo, venda de produtos e multiplicação da cadeia de distribuidores/revendedores. Esse último ponto é o calcanhar de Aquiles, especialmente m Brasil, pois o tal marketing de rede ou multinível, foi destorcido como a maligna pirâmide financeira, escrachada na figura jurídica de uma tal de Telex express, que não vendia serviços, vendia dinheiro sobre dinheiro, explorando empreendedores como forma de captação de capital. Por isso, o sistema desta empresa quebrou, como toda pirâmide quebra quando não tem sustentação, quando não tem base.

A base de um modelo de vendas diretas, que tenha o conceito de marketing multinível está na venda de produtos. Quando adentro o mercado de MMN – Marketing Multinível – tenho que ter certeza de que os produtos ou até mesmo serviços que irei trabalhar, são antes de tudo, relevantes e prazerosos para minha vida. Eu preciso comprar aquilo que irei vender. É simples assim, mas na prática, as pessoas confundem o negócio como uma organização focada em monetização em escala, e esquecem que sem produto, estamos vendendo o “vento” e uma hora ele pára de soprar.

Quer aprender mais sobre vendas diretas Inscreva-se ► https://goo.gl/dni2Ns

Vender é preciso, em qualquer modelo de negócio. A venda se dá pela arte de proporcionar o bem para alguém. Como vendedor, penso todos os dias “ eu acordei cedo para fazer as pessoas mais felizes”, e com isso, faço meu trabalho com muito amor e capricho. Se acordamos todos os dias pensando no dinheiro, esquecemos nossa missão, nossa essência, o núcleo de todo esse organismo vivo.

Por outro lado, quando amamos o que fazemos, o que vendemos, temos muito mais chances de contagiar pessoas com esse “produto do bem”. Mais e mais gente pode consumir o que você faz, pode multiplicar o que você consome, pode se beneficiar de verdade. Se a resposta é sim, então ele pode ser um modelo bem-sucedido em vendas diretas.

Aí é que surge a próxima questão do empreendedor do mercado de venda diretas. Será que eu sei treinar pessoas? Por que a base do sucesso no modelo de MMN, em vendas diretas, é a capacitação e a motivação das pessoas. Por isso vemos de forma frequente, pessoas sendo engajadas nos eventos motivacionais destas grandes empresas. Quem organiza estes eventos são as pessoas mais bem-sucedidas no negócio. Aqueles que compram, vendem, contagiam muitas pessoas e as ajudam a ganhar dinheiro, às vezes, muito dinheiro com o negócio.

Quer estar entre os melhores: Inscreva-se ► https://goo.gl/dni2Ns

Um dos passos definitivos do grande líder educador, e como costumo chamar esse profissional de vendas diretas, á a sua habilidade de mostrar a metodologia de trabalho, o plano de negócios e em especial, os benefícios de cada produto, para que as pessoas se alimentem de argumentos fortes para engajar ainda mais consumidores e potenciais multiplicadores desta rede de marketing. O modelo de ganhos sobre resultados e de títulos pode ser diferente, dependendo do modelo de negócio. Natura tem o formato de vendas comissionadas, de forma ais simples, sem a escalabilidade agressiva da Jeunesse, com aceleradores de ganhos e estímulos desta multinacional que se estabeleceu com a compra da Monavie. Avon é um exemplo de tradição no mercado brasileiro, também com agressividade e campanhas de incentivo que premiam com produtos, não apenas dinheiro. A Mary Kay já tem uma proposta mais ousada de engajamento, criando uma rede de especialistas em beleza, que sonham em ter títulos de liderança cada vez mais altos, com altos ganhos e um carro importado rosa. Cada uma delas tem estilo. Hinode e Jeunesse são hoje grandes concorrentes no segmento de estética, emagrecimento, qualidade de vida. Herbalife se mantém firme e forte, tendo o maior faturamento de todas, e a muitos anos, ampliando o mercado Brasileiro.  Ser um distribuidor de qualquer uma dessas empresas, é uma escolha bem individual, que depende de empatia pura com quem lhe apresenta o negócio ou de uma relação de apreciação total aos produtos.

O modelo mais utilizado de marketing multinível e vendas diretas é o modelo binário, que consiste em ter 2 equipes (dois braços). O braço esquerdo deve ter força proporcional ao direito, e só assim você consegue bater metas e conquistar títulos como Esmeralda, Safira, Diamante, e por aí vai. No entanto, lembre-se. Não é do dia para a noite, e pode lhe custar muito tempo e dinheiro. Dependerá de dedicação, estudo de mercado, capacidade de propagação da mensagem para milhares de pessoas, para que, em 1 ou 2 anos, você consiga começar a viver disso. Falo em termos gerais, por que sempre tem pessoas extraordinárias, que contam com a sorte de ter uma rede de distribuidores ainda mais extraordinários abaixo de si, que despontam em muito menos tempo.

Mas, se fizer conta de pessimista, esse é o tempo médio do negócio vingar.

Por isso, um paradigma fica claro: se não consigo viver do negócio, como vou arrumar tempo para desenvolvê-lo? Se não dedicar tempo para o negócio, ele nunca vai vingar?

O único jeito de resolver a questão é respondendo outra?

Você quer mesmo ser independente, ter uma renda residual incrível, fazer seus sonhos acontecerem? Ter mais tempo no futuro para você e sua família? Não sofrer com outras crises?

Então, acorde mais cedo e vá dormir mais tarde. Esqueça novela, aliás, perder tempo na televisão. Esqueça finais de semana, baladas, etc. foque no que realmente importa para atingir seu projeto de vida. Por que para estar entre os maiores deste mercado, aqueles que ganham 6 dígitos por mês, vai ser preciso noites e finais de semana.

Do contrário, pode ser apenas o exercício de empreendedorismo para tirar um a mais e ainda manter o seu consumo de produtos maravilhosos, que normalmente essas empresas produzem.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s